Geral

Cadastro on-line ajuda clientes a manter o distanciamento social

Cadastro on-line do Armazém da Família ajuda a manter isolamento social.

A aposentada Maria Helena Marcon, 70 anos, decidiu no começo de junho se cadastrar para fazer compras no Armazém da Família da Prefeitura. Preocupada em não sair de casa, por ser do grupo de risco da covid-19, ela entrou no site Prefeitura para obter informações e ficou tranquila ao saber que não precisaria deixar o distanciamento social para se inscrever. Afinal, desde 2018, o cadastro é feito pelo computador de casa ou pelo smartphone (confira no link).  

“Saber que podia fazer tudo de casa, protegida do coronavírus, só me animou ainda mais a fazer a inscrição para o Armazém da Família”, conta Maria Helena.

No fim deste mês, ela fará a primeira compra em uma das 34 unidades do programa do município que vende gêneros alimentícios e itens de higiene e limpeza, em média, 30% mais baratos que nos mercados convencionais.

Quem já precisou fazer a renovação do cadastro também aprova a comodidade de fazer tudo on-line.

"Achei bem fácil a renovação no site, que tem um passo-a-passo explicando certinho. Todos os documentos necessários estão listados e se faltar alguma coisa eles avisam por e-mail. É bem tranquilo", afirma Vinício Tiago Medeiros, 30 anos, que faz compras no Armazém da Família da Rua da Cidadania da Matriz, na Praça Rui Barbosa, no Centro.

O secretário municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, lembra que a implantação do cadastro on-line dos Armazéns da Família, em outubro de 2018, segue a determinação do prefeito Rafael Greca de levar a inovação para todas as áreas da Prefeitura. De acordo com ele, a aposta na governança digital adotada pela gestão tem ajudado, inclusive, no combate aos efeitos do novo coronavírus na segurança alimentar.

“É fundamental que a população continue a ter acesso aos Armazéns da Família neste momento de pandemia e com o cadastro digital as pessoas não precisam se deslocar para se inscrever, como era antes, quando tinham que ir às Ruas da Cidadania”, justifica Gusi.  

Acesso ampliado

Além das 260 mil famílias já atendidas pelo programa da Prefeitura, desde a semana passada, as pessoas em situação financeira instável por conta da covid-19 também podem fazer compras nos Armazéns da Família. Os novos beneficiados precisam fazer um cadastro simples no site do programa.

Um modelo de autodeclaração de situação financeira instável, inclusive, foi disponibilizado, precisa ser impresso ou escrito em próprio punho, assinado e incluído no cadastro. A aprovação ocorrerá em um dia.

Todos os 34 Armazéns da Família (confira os endereços) seguem as determinações do decreto municipal sobre o combate ao novo coronavírus. Os fregueses têm à disposição álcool em gel 70%, desde a entrada do estabelecimento, e cartazes estão espalhados por todo o local orientando sobre os cuidados na higienização.