Colunistas

Não existe um terceiro gênero: Papa Francisco classifica ideologia de gênero como “ação do mal”

O Papa Francisco fez duras críticas a ideologia de gênero através de uma publicação do vaticano e a classificou como “ação do mal”. “Um lugar [de ação do mal] é a teoria de gênero”, disse o papa. “Quero esclarecer imediatamente que não estou me referindo a pessoas com orientação homossexual. O Catecismo da Igreja Católica nos convida a acompanhá-las e a prestar assistência pastoral a esses irmãos e irmãs”, diz a publicação. O posicionamento do Papa é importante, mas a ciência é exata e já aborda isso de forma clara na questão dos cromossomos XX e XY, homem e mulher. Não existe nada fora disso, de acordo com a ciência.

A notícia está sendo fortemente veiculada no Brasil através da informação da agência internacional AFP. De forma clara, o papa argentino, disse que a ideologia de gênero, que foi ignorada pela esquerda brasileira, que tentou inclusive classificar de fake News, é um ataque contra a criação de Deus e comparou a ideologia de gênero ao episódio da Torre de Babel, em que se tentou limitar o povo a um idioma. O papa ainda cita um texto bíblico afirmando que “Eles os criou homem e mulher”, reafirmando o papel da família composta por um pai e uma mãe.

“Se digo isso”, continuou o papa, “não é para discriminar ninguém", mas para alertar a todos contra o perigo dessa ideologia. “É um projeto ideológico que não leva em conta a realidade, a verdadeira diversidade das pessoas, a unicidade de cada um, a diferença de cada um (...). Não é apagando a diferença que vamos nos aproximar, mas acolhendo o outro em sua diferença”.