Política

O Beijo do Diabo: Joice Hasselmann e o esquema de espionagem contra Bolsonaro comandado pela FSB

Dossiês de informações confidenciais tem vazado de dentro do Planalto e dos Ministérios. Parte deste material é produzido pela FSB Comunicação que tem como um de seus donos o ex-ministro do GSI na gestão Temer, o General Ethegoyen

    Um grande esquema de espionagem e contrainteligência com objetivo de enfraquecer o governo Jair Bolsonaro é realizado diariamente dentro dos prédios do governo federal sob o comando da FSB, maior produtora de dossiês contra Jair Bolsonaro e seus ministros. Além da FSB, empresa de Comunicação que já cuidou de contas milionárias nos governos lulopetistas continua enraizada na Esplanada, a empresa Informe Publicidade, fundada pela esposa de Ricardo Noblat também tem vazado por meio de jornalistas terceirizados informações confidenciais para jornalistas de esquerda.

Mas, sem dúvida, a cabeça do dragão estão na FSB, que além de comandar contas milionárias do governo e utilizar recursos públicos para atingir Bolsonaro, a FSB é a empresa de Comunicação de Bivar. Cuida também de várias contas do governo Witzel no Rio de Janeiro e acreditem, até do youtuber Felipe Neto.

O esquema funciona da seguinte forma. As empresas de comunicação que venceram licitações nos governos lulopetistas e no período Temer, mantém centenas de jornalistas terceirizados dentro dos prédios do governo em Ministérios estratégicos. Eles produzem relatórios contra o próprio governo e a FSB entrega em mãos para Bivar e Joice Hasselmann que distorce as informações e utiliza suas redes sociais para falar mal do presidente jair Bolsonaro e seus filhos. Joice, a traidora, utilizou em sua campanha a marca “Joice Bolsonaro” e agora virou o cocho, como diz a expressão popular e se utiliza de dossiês da FSB para repassar a blogs de sua confiança e a jornalistas de esquerda. Joice Hasselmann utilizou suas redes sociais para falar de uma empresa concorrente da FSB, também com o objetivo de atingir covardemente o presidente Bolsonaro com informações de espionagem da agência contratada por Bivar. Joice perdeu a noção e passa seus conteúdos até para veículos de extrema esquerda como o Brasil 247.

https://www.brasil247.com/regionais/brasilia/veja-a-integra-do-power-point-apresentado-por-joice-hasselmann-na-cpmi-das-fake-news

Se você acha que a situação até aqui estava ruim, acredite, pode piorar. Um dos donos da empresa FSB é o general Sérgio Ethegoyen, ex-ministro do GSI no governo Temer, que participou da contratação da empresa, saiu do governo e agora faz parte dela.  Essa trama tem feito mal para o governo. Além de informações sigilosas, como uma estratégia marxista-lenninista, eles ainda distorcem com mentiras. Ontem mesmo, o General Heleno utilizou sua conta no Twitter para denunciar essas mentiras.

Não são raras as reuniões de Joice Hasselmann, Bivar e jornalistas da FSB, em um café no bloco C do Hotel Brasil 21, em Brasília, mesmo prédio onde o PSL tem sede. É neste local que os dossiês contra o governo são entregues para Joice. O objetivo é enfraquecer Bolsonaro para abrir caminho para o tucano João Dória com apoio da Rede Globo por meio de Luciano Huck e alguns traidores que estão em cima do muro e podem pender para o lado B a qualquer momento. Vão se dar mal, pois não é um bom momento na história para estar do lado errado. A deputada Joice Hasselmann foi procurada pela reportagem, mas não respondeu as mensagens enviadas até o fechamento. 

Joice, antes de ser deputado, se aventurou no cinema. Veja: