Política

Onyx Lorenzoni e Secretária de Damares recebem comunidades indígenas no Amazonas

Os indígenas declararam apoio ao governo Bolsonaro e pediram aos representantes do governo apoio para autonomia das comunidades na região da Amazônia
(Foto: Rafael Monteiro - Casa Civil)

Lideranças indígenas da Amazônia se reuniram nesta terça-feira (3) com o Ministro-Chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni e com a Secretária Nacional da Igualdade Racial Sandra Terena para declarar apoio ao governo Bolsonaro. Na ocasião, os indígenas entregaram uma carta aos representantes do governo pedindo a criação de políticas públicas para que eles tenham autonomia, política que já vem sendo implementada pelo governo Bolsonaro.

A ação ocorreu durante a visita de uma comitiva de ministros e secretários visitou a região amazônica nos dias 2 e 3 de setembro por determinação do Presidente Jair Bolsonaro. Um dos objetivos foi ouvir as demandas da região para o planejamento de ações conjuntas no enfrentamento de incêndios e queimadas na região Norte do país. De acordo com o Ministro-Chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que liderou a comitiva, “as ações conjuntas resultantes dessas reuniões de ministros e lideranças da Amazônia Legal se tornarão um legado permanente para o enfrentamento de incêndios e queimadas no Brasil”.

A Ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), foi uma das autoridades convidadas para compor a comitiva, afinal, a região amazônica é composta por inúmeras etnias, povos e comunidades tradicionais que são diariamente afetadas pelas queimadas na Amazônia. Por motivo de estar em outra agenda oficial previamente marcada, a Ministra enviou ao local a secretária nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SNPIR), Sandra Terena, e o secretário nacional da Proteção Global, Sérgio Queiroz, que representaram o Ministério e ouviram as demandas locais.

A Secretária Terena explicou mais sobre as reuniões. “Viemos ouvir os governadores, suas demandas sobre o tema e o empenhado trabalho que o comando militar, tanto da Amazônia quanto do Norte, estão fazendo no combate aos focos de incêndio. Bem como o trabalho de mostrar para a imprensa a verdade sobre a situação”, afirmou.

Programação

Na segunda-feira (2), a comitiva de ministros se reuniu em Belém/PA com governadores da Amazônia Oriental. O Ministro Onyx Lorenzoni ressaltou que este Governo defende que “a preservação das florestas caminhe, de forma harmônica, com o desenvolvimento econômico da região”. Além de Onyx, o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou que “nada ilegal será tolerado” no Governo Bolsonaro, se referindo ao desmatamento ilegal da Amazônia.

Na terça-feira (3), as reuniões ocorreram em Manaus/AM com governadores da Amazônia Ocidental. Foram ouvidas as demandas dos Estados do Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima. Para Lorenzoni, o esforço do governo brasileiro em colocar tantos ministérios à disposição da proteção da Amazônia evidencia que "o presidente Bolsonaro tem respeito e sensibilidade e quer que o Brasil cada vez mais seja visto internacionalmente como um país que, com equilíbrio, ciência e diligência, protege esta área brasileira que é o maior patrimônio da humanidade".