Política

Francischini pede informações ao Procon sobre atuação dos planos de saúde na pandemia

(Foto: Sandro Nascimento / Alep)

Autor da lei que proíbe os planos de saúde de cobranças extras nos exames e tratamento da covid-19 no Paraná, o deputado Delegado Francischini pediu informações ao Procon sobre como está sendo a fiscalização desses serviços no estado. O documento foi encaminho à presidente do órgão, Claudia Silvano.

O objetivo é apurar eventuais irregularidades que possam estar sendo cometidas pelas operadoras .

“A atuação do Procon no combate às práticas abusivas praticadas pelas operadoras dos planos de saúde se torna imprescindível . Ainda mais neste momento em que país enfrenta uma das piores crises econômicas e sanitárias dos últimos cem anos. Situação que potencializa a hipossuficiência dos consumidores”, ponderou

Nesta segunda-feira (29), a Agencia Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou que as prestadoras dos planos de saúde não podem cobrar pelos exames que detectam o novo coronavírus.

Francischini também ressalta denúncias recentes de práticas abusivas por parte dos planos de saúde , que estariam ilegalmente negado o devido atendimento a os clientes ou tem lhes imposto a cobrança de novas taxas e valores que vão além das previstas contratualmente.

Demanda

De acordo com dados trazidos pela Agência Estado, desde 1º de março até a primeira quinzena de junho, a ANS recebeu 4.701 reclamações de usuários de planos no país- destas 36% se referem a exames e tratamento para o novo coronavírus, 43% dizem respeito a outras assistências afetadas pela pandemia e 21% estão relacionadas a temas não assistenciais.