Geral

Mesa Solidária faz seis meses e já distribuiu 126 mil refeições gratuitas

Atendimento pelo Mesa Solidária do Restaurante Popular da Matriz. (Foto: Luiz Costa /SMCS)

Lançado no fim de dezembro de 2019, o programa Mesa Solidária já distribuiu 126 mil refeições gratuitas para pessoas em situação de rua em Curitiba. A iniciativa da Prefeitura e 28 entidades parceiras está dando mais dignidade, nos últimos seis meses, a quem está em risco social, que pode se alimentar diariamente em espaços limpos e mais confortáveis.

O Mesa Solidária é uma ação conjunta de vários órgãos do município, como Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), Fundação de Ação Social (FAS) e Secretaria Municipal de Defesa Social, que cedem espaços públicos e apoio logístico, com instituições religiosas, organizações não-governamentais (ONGs) e movimentos de apoio às pessoas em situação de rua, que adquirem, preparam e servem os alimentos.

As marmitas e lanches do Mesa Solidária são servidos, no contraturno, nos restaurantes populares do Capanema (das 19h às 21h) e da Rui Barbosa (das 16h às 18h), bem como no Centro POP Plínio Tourinho, no Jardim Botânico (das 19h às 21h).

Sueli Ribeiro, 55 anos, trabalha com reciclagem e, diariamente, faz a refeição da noite no Mesa Solidária do Centro POP Plínio Tourinho, inaugurado em maio pela Prefeitura. “A maioria que vem aqui é morador de rua e catador de papel. Pra nós essa refeição diária é uma bênção de Deus. A gente trabalha o dia inteiro e muitas vezes não tem o quer comer", conta ela.

Pedreiro de profissão, Ozéia de Aguiar Souza, 54 anos, está desempregado e revela que a refeição servida no Mesa Solidária do Restaurante do Capanema, muitas vezes, é a única do dia. “Eu moro na rua, estou sem emprego e não tenho como me alimentar. Se não ganho comida, a daqui é a única que tenho”, afirma. O espaço foi o primeiro a ser aberto em dezembro de 2019.

Sem condições de trabalhar devido a uma artrite reumatoide severa nas mãos, o pintor João Batista dos Santos, 58 anos, vai diariamente ao Mesa Solidária do Restaurante Popular da Matriz, na Praça Rui Barbosa, que começou a funcionar em abril. “Estou morando numa pensão aqui no Centro, que paguei com o último dinheiro que tinha. Não teria o que comer se não fosse aqui no Mesa Solidária”, salienta ele.

Parcerias

O secretário municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, destaca que graças a parceria da Prefeitura com entidades foi possível a criação e ampliação do Mesa Solidária.

“Unidos somos mais fortes e, neste momento de pandemia do novo coronavírus, o programa se tornou ainda mais importante, pois mais pessoas estão precisando ter acesso a uma alimentação de qualidade”, reforça Gusi.

Lilian Maria Dallastra, representante do Terreiro Vovó Benta, parceiro do Mesa Solidária, lembra que instituição religiosa está participando do Mesa Solidária desde o ano passado. “Não podemos deixar as pessoas desamparadas, principalmente, neste momento de crise”, observa ela.

O pastor Eleazir Sampaio, da Igreja Presbiteriana do Capão da Imbuia, avalia que a parceria com o poder público é fundamental para garantir uma alimentação saudável para a população mais necessitada. “O trabalho conjunto está ajudando a dar mais dignidade para quem mais precisa”, justifica.

O bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, Dom Francisco Cota de Oliveira, espera que o Mesa Solidária seja um caminho para o resgate das pessoas mais carentes. "Todos estamos unidos em uma única missão: ajudar esses irmãos que podem ter esperança", afirma o religioso. A Arquidiocese de Curitiba também é parceira do programa.

Parceiros da Prefeitura no Mesa Solidária

Agape Church, Associação Comercial do Paraná (ACP), Associação Recreativa Desportiva 25 de Maio, Arquidiocese de Curitiba - Projeto Mesa Fraterna, Café Solidário, Congregação Missionária do Santíssimo Redentor- Santuário Perpétuo Socorro, Primeira Igreja Batista - Cristolândia, Do Sofá para a Rua, Floravita, Gastromotiva, Gentleman Moto Club, Gráfica Tuicial, Igreja Bom Jesus dos Perdões, Igreja Presbiteriana do Capão da Imbuia, Caminheiros do Bem Caravana Bezerra de Menezes, La Vita Gastronomia, Luz no Caminho, Mulheres do Bem, Panelinha, Super Amigos Solidários, Seminário Vicentino Nossa Senhora das Graças, Terreiro Vovó Benta, Opera Concept Hall, Restaurante Cenáculo e os voluntários Hingred Michele Meyenberg, Livia Santin, Clevenice do Nascimento e chef Pedro do Valle.