RMC

Prefeitura inaugura novas instalações da Escola Madre Paulina

(Foto: Silvio Ramos/PMSJP)

Uma referência para o Brasil em educação especial – esta é a expectativa da administração de São José dos Pinhais ao entregar para a comunidade as novas instalações da Escola Municipal Especial Madre Paulina.

Em cerimônia que reuniu pais, alunos e professores, autoridades e convidados a Prefeitura de são José dos Pinhais inaugurou na manhã desta segunda-feira (30) a Escola Madre Paulina em uma manhã repleta de emoções, depoimentos e apresentação dos alunos.

“Estamos entregando a primeira fase da obra da Escola, que já faz dela a maior do Sul do Brasil. O projeto completo, assim que concluído, fará da Madre Paulina a maior do país. É um reconhecimento da administração pela educação especial – professores e alunos. Mais que inclusão, é a realização de sonhos”, comentou o prefeito Toninho Fenelon.

O secretário de Educação Imar Augusto lembrou da trajetória da Escola, desde a sua fundação em 2005. “A conclusão deste projeto só foi possível porque trabalham aqui profissionais dedicados e abnegados, que cumprem a sua missão com amor”, disse o secretário.

Para a diretora Celia Aparecida Santos esse é um marco para a história da Escola Madre Paulina. “Nossos alunos merecem o nosso melhor e essa nova estrutura representa isso”.

A secretária de Educação da gestão passada Neide Setim foi convidada a falar na cerimônia, pois o projeto surgiu naquela época. “Alunos especiais precisam de um atendimento especial, pois a inclusão é complexa. É muito bom estar aqui e participar da concretização deste sonho”.

O ex-prefeito Leopoldo Meyer também foi convidado a discursar, pois foi em sua gestão, em 2005, que a Escola Madre Paulina teve início. “Essa inauguração é a continuidade de um trabalho que atravessou gestões”, destacou Leopoldo Meyer parabenizando pela conclusão do projeto.

Em nome do Legislativo o vereador Abilio Alves falou da importância da Educação Especial. “Mais que educação, nesta escola esses alunos têm uma segunda família”.

Escola Madre Paulina

O complexo educacional está localizado no bairro Guatupê em uma área territorial de 7.309 m², sendo 4,2 mil m² de área construída. Seu projeto foi inspirado no modelo europeu de atendimentos às crianças e jovens com necessidades especiais.

O equipamento público conta com o bloco da administração, espaço cultural, bloco do ensino fundamental e espaço gourmet, guarita, e espaço para a Educação de Jovens e Adultos.

A educação especial, política da Escola Madre Paulina, possui os mesmos objetivos da educação comum, utilizando metodologias e alternativas de atendimentos diferenciados, com recursos humanos especializados.

Além dos serviços multidisciplinares, a Escola também oferta atendimentos de Comunicação Suplementar Alternativa, que disponibiliza suporte aos alunos que, devido a fatores neurológicos, físicos e cognitivos, não se comunicam por meio da fala.

A equipe de profissionais da Escola é composta pela equipe administrativa e pedagógica, equipe multiprofissional (fonoaudióloga, psicóloga e fisioterapeuta), educadores, equipe docente e equipe de serviços gerais.

Educação Especial

Criada através do decreto nº 1249, de 30 de setembro de 2005, a Escola Madre Paulina iniciou com apenas 11 alunos, em uma residência alugada no centro da cidade. Passou outros anos em funcionamento, também em local alugado, no bairro São Pedro, onde atendia cerca de 140 alunos. Hoje já são 243 alunos com Deficiência Intelectual, Múltiplas Deficiências e transtorno Global do Desenvolvimento sendo atendidos nas novas instalações.

Além dos conteúdos dos currículos do Ensino Fundamental e Educação Infantil, de Jovens e Adultos, os profissionais trabalham com os alunos a autonomia e independência por meio de atividades de vida diária, prática e lazer, e o desenvolvimento, através de atividades de orientação espacial e temporal, coordenação motora, percepção visual, oralidade, ritmo e lateralidade.

A Escola também promove ao longo do ano atividades de lazer e passeios, visando à diversão dos alunos e também promovendo sua inserção na sociedade.

Presenças

Estiveram presentes na inauguração, além de pais, professores e equipe da Secretaria de Educação, a secretária de Assistência Social, Sônia Arruda, o ex-prefeito Luiz Carlos Setim, o representante do vice-prefeito Thiago Buhrer, o chefe de gabinete Andrei Gondro; o diretor geral da Secretaria de Planejamento, Luiz Keppen; o coordenador geral da regionais Pastor Samuel Pinheiro; presidente do Rotary SJP Marcio Karpinski; o secretário municipal de Comunicação Social Eduardo Foggiatto; a secretária municipal de Habitação  Rita Trevizan Meyer; secretária municipal de Saúde Debora Chemim;  vereadores Professor Abelino, Fátima de Paula; Juliano Martins e Silvio Santo;  a diretora geral da Secretaria de Educação Hélia Mara Dissenha; a diretora do Departamento de Educação Especial Gisele Plantes de Meira; a diretora auxiliar da Escola Madre Paulina Rita Maria Gaspar Teixeira; o administrador da regional sub-prefeitura do Guatupê, João Ribeiro de Souza;  a presidente do Conselho Municipal de Educação, Ana Lucia Rodrigues; o representante da Igreja Presbiteriana do Brasil – Instituto Makenzi, Pastor Wilson Lucci.