Caso Henry: Defesa de Monique segue sem acesso a integralidade do inquérito policial

Apesar de a defesa de Monique ter pedido acesso a integralidade da investigação policial como seu primeiro ato, há mais de 15 dias, até o momento, não conseguiu acesso ao material dos autos. Mesmo com o deferimento formal da autoridade policial, o acesso não é franqueado.

É com muita estranheza que a defesa tome conhecimento das peças do inquérito apenas por meio da imprensa. A quem interessa um vazamento seletivo de informações da investigação? A quem interessa não dar acesso à defesa? A quem interessa não ouvir Monique?  

Profissionais da imprensa publicam dados do inquérito que são desconhecidos da defesa, em violação flagrante a Súmula 14 do STF. Assim, apela-se para jornalistas e veículos de comunicação, que encaminhem para a defesa os materiais que a Delegacia “vaza” sem que a defesa tenha podido acessar.

É a nota.

Rio de Janeiro, 28 de abril de 2021.

Thiago Minagé 
Hugo Novais
Thaise Mattar Assad
Advogados