Previdência complementar é oportunidade para servidores planejarem o futuro

Servidores do Município de Curitiba que entraram no serviço público antes de setembro de 2017 podem aderir à CuritibaPrev – Aprev do Servidor, a Fundação de Previdência Complementar de Curitiba. O assunto foi um dos temas abordados na reunião de educação previdenciária realizada pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) e CuritibaPrev com os servidores da Regional Pinheirinho. O encontro foi realizado no auditório da Rua da Cidadania.

Os servidores que ingressaram na Prefeitura antes de 26 de setembro de 2017 têm a opção de aderir ao Plan 2, e quem tomou posse depois desta data é admitido automaticamente no Plan 1.

No bate-papo, a diretora de Previdência da CuritibaPrev, Jocelaine Moraes de Souza, esclareceu que, para quem ingressou no quadro depois da data que faz a linha de corte entre o Plan 1 e o Plan 2, deve fazer a opção entre o plano migrante ou o não migrante.

“Quem adere à CuritibaPrev está fazendo um investimento, não é uma contribuição como no regime próprio de previdência. É um investimento em qualidade de vida para o seu futuro”, esclareceu Jocelaine, ao ressaltar que depois que fizer a sua opção, o servidor não poderá voltar atrás.

A escolha entre as duas modalidades está relacionada a dois fatores. O migrante concorda em receber até o valor do teto do regime geral de previdência, atualmente de R$ 7.087,22, quando se aposentar pelo regime próprio do IPMC, e conta com a contrapartida da Prefeitura de Curitiba (patrocinadora), sempre que fizer a contribuição normal suplementar, que pode variar de 3,75% até 7,5% sobre o valor que passar do teto. Nestes casos, o valor que o servidor guardar será dobrado, pois a Prefeitura depositará o mesmo a título de contribuição suplementar.

A Prefeitura também faz a contrapartida na contribuição de risco do participante, aquela que dá cobertura de morte e invalidez, opção também exclusiva do plano migrante.

A contribuição mínima dos participantes da CuritibaPrev que ingressam no Plan 2 é de 1%, independentemente da remuneração. Esta é a contribuição normal básica.

Se o servidor opta pelo não migrante, ele se aposenta com o valor que será calculado pelo IPMC, conforme as regras vigentes quando se aposentar, o que pode ultrapassar o teto de R$ 7.087,22. Entretanto, ele não tem a contrapartida do patrocinador.

Quem quer aderir ao plano ou quer buscar mais informações pode solicitar atendimento por telefone (3350-9604 ou 3350-9040), e-mail (curitibaprev@curitibaprev.com.br ) ou whatsapp (41- 98423-9192).

Estudar o futuro

A servidora da Secretaria Municipal de Urbanismo Ana Luiza Rodrigues participou da reunião. “Ainda tenho muito chão pela frente até a aposentadoria”, brinca, mas fez questão de ouvir às explicações da advogada da assessoria jurídica do IPMC, Thaís Cecília Lozano Lima, sobre as diferentes regras de aposentadoria.

“Eu quero estudar as possibilidades para o meu futuro, conhecer todos os caminhos que posso tomar para a minha aposentadoria e já me planejar”, conta Ana Luiza, que aprendeu com as explicações a usar o simulador de aposentadoria e teve mais informações sobre a CuritibaPrev. “É muito bacana essa iniciativa de auxiliar os servidores a planejarem sua vida financeira. É um tipo de conhecimento que nunca é demais”, conclui.

Durante a reunião, a servidora do IPMC explicou a regra geral de aposentadoria de acordo com a Lei Complementar Municipal 133/2021.

Novos encontros

Para servidores que querem se aposentar de acordo com as regras de transição ou que querem estudar mais sobre o assunto, Thaís recomendou que participem das reuniões mensais de educação previdenciária, realizadas sempre de maneira virtual, às 14h da primeira quarta-feira do mês.

Os encontros organizados pelo IPMC trazem assuntos diferentes e complementares a cada mês, com diferentes especialistas para explicar o tema. No próximo encontro, que acontece em 3/8, serão abordados os temas longevidade e saúde, e as regras de pontos e aposentadoria compulsória. O link de acesso é disponibilizado sempre 15 minutos antes do início da reunião, no site do IPMC.

Além do encontro remoto, o IPMC e a CuritibaPrev também vêm realizando reuniões presenciais com servidores das administrações regionais. Em 3 de agosto, o encontro será na Rua da Cidadania Tatuquara; e em 9 de agosto, o bate-papo acontece na Rua da Cidadania Fazendinha/Portão.