Reestruturada, Avenida Manoel Ribas assegurou melhoria na mobilidade urbana da região

Morador da Avenida Manoel Ribas há mais de 40 anos, o pintor Eloir Chaves, 54 anos, tem motivos de sobra para comemorar o quarto aniversário da obra que reestruturou a via, principal artéria do bairro Santa Felicidade e importante ligação metropolitana. A intervenção da Prefeitura de Curitiba, que havia anos era reivindicada pela população, assegurou uma rua completamente requalificada aos moradores e para aproximadamente 23 mil veículos que circulam pela região por dia.

“Antes eu tinha que ter carroça para passar, mas agora posso andar tranquilamente de bicicleta, a obra revitalizou mesmo a rua e meu lazer fim de semana passou a ser pedalar na avenida”, conta Eloir Chaves (foto abaixo).

A requalificação da avenida aconteceu em duas etapas, em 2018 e 2019 envolvendo obras viárias que asseguraram a melhoria na mobilidade urbana da região, maior segurança de condutores e pedestres, incentivo a autonomia dos pedestres e ciclistas que passaram a contar com espaços acessíveis para circulação. As obras foram coordenadas pela Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop).

A primeira intervenção alcançou o trecho de 3,2 quilômetros, desde o Contorno Norte (PR-418) até a Rua Madre Clélia Merloni  (foto abaixo) e beneficiou moradores que vivem nos 12 bairros da Regional Santa Felicidade, além de melhorar a ligação com Campo Magro e com as demais cidades vizinhas pelo acesso do Contorno Norte.

Inauguradas em 4 de julho de 2018, as obras desta etapa incluíram novo pavimento em asfalto, calçadas com rampas de acesso para cadeirantes, ciclovia, além de obras de drenagem e paisagismo, plantio de espécies nativas de árvores, nova iluminação e sinalização. A obra resolveu conflitos e desatou um nó no trânsito local.

“Trabalhamos incansavelmente para realizar a obra que era anseio da população. Requalificamos por completo o trecho que é o acesso à Estrada do Cerne, que leva à Ouro Fino, a Bateias e a Londrina, no norte do Paraná. Não medimos esforços para ampliar as ligações metropolitanas e fazer de Curitiba e as cidades vizinhas uma só”, disse o prefeito Rafael Greca.

Novos postes foram implantados ao longo do trecho renovado, o que deixou a avenida melhor iluminada contribuindo para melhorar a sensação de segurança e bem-estar para quem circula por ali ao anoitecer.

Praça Vêneto

A Praça Vêneto, que fica na divisa entre os bairros Santa Felicidade e Butiatuvinha, também foi revitalizada, recebeu melhorias como a pavimentação e 170 metros da rua sem saída, no prolongamento da Manoel Ribas, calçadas e a implantação de uma miniarena de futebol construída pela Secretaria do Meio Ambiente, com recursos do Governo do Estado.

O investimento na primeira etapa de obras foi de aproximadamente R$ 21 milhões, com recursos provenientes de parceria entre a Prefeitura e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), como parte do Programa Integrado de Desenvolvimento Social e Urbano, o Pró-Cidades e Fundo de Desenvolvimento Urbano (FDU).

A Avenida Manoel Ribas cruza os bairros Mercês, Cascatinha, Santa Felicidade e Butiatuvinha e é roteiro de nove linhas de ônibus, entre alimentadores e metropolitanos. A moradora de Campo Magro e auxiliar de produção, Jaqueline Santos, 29 anos, caminha pela avenida diariamente para chegar ao trabalho e acompanhou o andamento das obras. “Ficou muito mais tranquilo, dá pra perceber que temos mais cuidado com as calçadas novas, porque são muito bonitas. A iluminação junto com as vias largas tornou mais seguro esperar ônibus no ponto”, elogia Jaqueline (foto abaixo).

Rodrigo Araújo Rodrigues, secretário municipal de Obras Públicas (Smop), destaca o fato da região concentrar muitas famílias de imigrantes italianos e além de residências reunir comércios e um dos principais polos de gastronomia da cidade. “A reestruturação da via soma-se a outros investimentos realizados pelo município na importante avenida, como a modernização do sistema de iluminação pública com 527 novas luminárias em tecnologia LED e 7 km de asfalto novo implantado em diferentes trechos”, diz Rodrigues.

O casal de aposentados Gleuci e José Romani, de 68 e 74 anos (foto abaixo), gosta de realizar os afazeres diários, como mercado e farmácia, a pé, por isso aprovaram a reestruturação da via que serviu como incentivo para que saíssem mais de casa caminhando. “Ficou tudo de bom, não temos do que reclamar, é tranquilo para caminhar, a calçada é larga e tem ciclovia, ficou mais seguro, além de ter ficado muito lindo, nós amamos passear por aqui”, afirma Gleuci.

Novo asfalto

Em agosto de 2019, outro trecho da Avenida Manoel Ribas passou por requalificação, dessa vez, entre a Rua Jacarezinho e a Via Veneto a partir do programa de pavimentação da cidade (foto abaixo). Foram 3.722 metros de asfalto novo que somados à obra entregue em julho de 2018, totalizou cerca de 7 mil metros de novo pavimento na via. Outras melhorias foram sendo somadas à obra de restruturação da via ao longo dos anos, garantindo mais qualidade de vida e bem-estar em toda a extensão da avenida.

Em março de 2021, o cruzamento da Avenida Manoel Ribas com a Rua Luiz Pelegrino Toaldo ganhou novo semáforo, atendendo à solicitação dos moradores e oferecendo uma travessia mais segura aos pedestres. Três importantes endereços, cartões-postais da cidade, receberam iluminação cênica: a Igreja São José e Santa Felicidade (Matriz de Santa Felicidade), a Paróquia Nossa Senhora das Mercês (a Igreja dos Capuchinhos) e o Portal de Santa Felicidade. A nova iluminação, com equipamentos em tecnologia LED, fez parte do Programa de Iluminação Cênica e de Destaque de Monumentos e Prédios Históricos e pelo Programa Rosto da Cidade, cujo objetivo é destacar com luz os adornos e contornos da arquitetura, valorizando espaços importantes para a cidade.

Acostumada a receber demandas apresentadas pela comunidade a administradora regional de Santa Felicidade, Simone Chagas Lima, conta que agora são os elogios que mobilizam as pessoas a falarem da Avenida Manoel Ribas. Também destaca que o investimento beneficiou motoristas, pedestres e moradores, mas que serviu também para impulsionar o comércio, que atraiu novos negócios na região.

“Como essa é uma gestão que administra ouvindo os cidadãos, a Manoel Ribas ao longo dos últimos seis anos foi recebendo as melhorias indicadas por quem vive ou circula por aqui”, destaca Simone.