Política

Secretária de Damares desmente cineasta que atacou Bolsonaro

Diferente do que disse a cineasta Petra Costa, diretora do documentário Democracia em Vertigem, os dados de homicídios contra pessoas negras no Brasil diminuíram consideravelmente, disse pelo Twitter Sandra Terena, Secretária Nacional da Igualdade Racial, pasta ligada ao Ministério de Damares. A hastag #Petramente

A reação de Terena veio depois da divulgação de uma entrevista de Petra Costa a um veículo de comunicação internacional dizendo que o número de homicídios teria crescido 20%, principalmente no meio da população negra. Diferente dessa informação falsa, dados do monitor da violência revelam que o número de mortes violentas no Brasil caiu 22%, ou seja, até outubro do ano passado, morrerem 7900 pessoas a menos que o mesmo período do ano passado. E tendo em vista os dados que mostram que quase 70% dos homicídios são contra pessoas negras, temos um recuo em quase 30% das mortes neste público.

Em entrevistas no período da divulgação dos dados da diminuição das mortes violentas, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, atribuiu a queda no número de mortes violentas no país a esforços de governos locais e do governo federal, citando recordes de apreensão de drogas e transferência de chefes de facções criminosas para presídios federais como medidas que surtiram efeitos nos índices de criminalidade. Moro também afirmou que o governo está com uma política de tentar retomar o controle de vários presídios do país.

Governo Bolsonaro entrega título de propriedade para 500 Quilombolas no Nordeste

Para a Secretaria da Igualdade Racial do governo Bolsonaro, que também é cineasta e em 2009 recebeu o Prêmio Internacional Jovem da Paz pelo documentário Quebrando o Silêncio, os ataques ao governo são narrativas falsas em um momento de muitas entregas. “Hoje estou na Paraíba junto com representantes do Incra para entregar a titulação de terra para 500 pessoas em quilombos do semiárido nordestino”, disse Sandra Terena.

 A Secretária de Damares disse ainda que o governo Bolsonaro está trabalhando intensamente pela população negra no Brasil através da SNPIR com ações de combate ao racismo, entregando Cisternas para mais de 3 mil famílias em regiões que historicamente foram privadas do direito a água e outros dezenas de projetos em andamento na Secretaria que já estão apresentando resultados.