Cascavel é destaque nacional em ranking de eficiência na aplicação de tributos

Um estudo que lista 100 cidades que praticam boa gestão de impostos colocou Cascavel como destaque nacional. A cidade do Oeste paranaense aparece em terceiro lugar entre os municípios da região Sul e 13º no Brasil. Cascavel atingiu 66,8 pontos no Índice de Retorno do Tributo Municipal (IRTM). Quanto maior a nota, melhor o desempenho. Jundiaí (SP) foi a que somou o maior número de pontos – 71 no total.

Criado pela consultoria Assertif, especializada em mineração de créditos tributários, este é o primeiro ranking que mede a boa gestão de impostos municipais. O IRTM não se baseia nos gastos da máquina, mas na eficiência desses gastos.

“Desde o início da nossa administração, sempre nos pautamos pela eficiência na aplicação dos gastos do imposto que o contribuinte paga, muitas vezes, até com dificuldade, mas honra seu compromisso. É preciso investir bem, quando os investimentos são feitos de forma eficiente e inteligente, eles se transformam em qualidade de vida para a nossa população. E agora, mais uma vez, estamos sendo destaque, sendo reconhecidos por aplicar bem os recursos da nossa população”, diz o prefeito Leonaldo Paranhos.

INDICADORES

O índice é composto por diversos indicadores de educação, saúde, segurança, saneamento e sustentabilidade. Em educação, por exemplo, o indicador é formado pelo número de matrículas em creche, adesões à pré-escola, notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), entre outros. Esses elementos medem o resultado final e não quanto foi despendido na atividade.

A Assertif considera esses dados e os divide pela proporção entre a receita tributária e o Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos) municipal, de modo a indicar quanto da riqueza local é utilizado pelos municípios para prestar serviços à população.