Chuva, rodízio e economia preservam nível dos reservatórios da RMC em maio

As chuvas de maio, um pouco acima da média, foram suficientes para a manutenção dos níveis dos reservatórios durante o mês. Nesta segunda-feira (31), o nível médio dos reservatórios do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC) está em 53,11%, quase o mesmo do primeiro dia do mês, quando era de 54,6%. Desempenho bem melhor do que em abril, que teve redução de 5,64 pontos percentuais durante todo o mês.

A expectativa para junho é que as chuvas sejam próximas ou apenas um pouco abaixo da média, que é de 106,5 milímetros, levando-se em conta que o período de outono/inverno é mais seco. Se essa expectativa se concretizar fica afastada a possibilidade de alteração do rodízio para um modelo mais severo.

Na semana passada, o Conselho de Monitoramento do Setor Elétrico recomendou à Agência Nacional da Água (ANA) que seja reconhecida a situação de escassez hídrica na Bacia do Rio Paraná. Em nota, o Conselho informa que é crítica a situação hidrológica da Bacia do Rio Paraná com estiagem prevista para os próximos meses.

No setor de abastecimento público, essa previsão afeta a região Sudoeste do Estado. Atualmente, Pranchita e Santo Antônio do Sudoeste estão com rodízio no sistema de abastecimento de água.

USO RACIONAL

A Sanepar mantém o alerta de economia de água pela população, orientando o uso prioritário para alimentação e higiene pessoal. As dicas são para reduzir o tempo de banho, manter a torneira fechada enquanto se escova os dentes e se faz a barba. Deve-se acumular roupa e louça para lavar de uma só vez. A lavagem da calçada, quintal, carro e rega de jardim devem ser feitas com água reaproveitável e não potável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *