Diretores da Antaq conhecem projetos de ampliação do Porto de Paranaguá

Uma comitiva da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) visitou o Porto de Paranaguá nesta segunda feira (14). O diretor-geral Eduardo Nery e a diretora interina Gabriela Costa conheceram os projetos de ampliação do terminal paranaense e o sistema do Corredor de Exportações, único no Brasil.

Estão em andamento neste momento, por exemplo, os projetos do programa de dragagem e aumento de calado, da remodelação do sistema de carregamento de cargas nos navios e as futuras concessões de terminais.

“Para a Antaq é fundamental estar próxima da administração portuária, compreender as especificidades, conversar com os usuários e ver de que modo é possível auxiliar no desenvolvimento. Esta interação junto aos gestores nos permite contribuir com o desenvolvimento do setor”, destacou Neri.

A entidade federal é a agência reguladora da atividade portuária no Brasil. É responsável por regular, supervisionar e fiscalizar as atividades de prestação de serviços de transporte aquaviário e de exploração da infraestrutura portuária.

“A agência tem um papel importante na eficiência logística e atua para garantir a harmonia entre os interesses públicos e privados. Muitos dos avanços conquistados nos últimos anos, em produtividade, segurança do trabalho e cuidado ambiental, são resultado do trabalho conjunto com a Antaq”, explica o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

INDÍCES

No ano passado, a Portos do Paraná recebeu a classificação nível A, de menor de risco, da Agência. Isso significa que a empresa pública apresenta baixa possibilidade de infrações na operação de cargas e que atende às normas definidas para o setor. Os portos de Paranaguá e Antonina atingiram a marca de 94% de atendimento das notificações registradas.

Segundo a Antaq, a definição do Perfil de Risco Infracional é fundamentada em um conjunto de 12 indicadores, obtidos a partir do histórico de resultados apresentados.

“O Porto de Paranaguá é considerado referência no Brasil. Não só em segurança. A visita serve para nos aproximar e também conhecer a operação, em especial, entender o funcionamento do Corredor de Exportação de granéis”, conta Gabriela Costa.

Na área ambiental, o porto paranaense também é destaque. Por três anos consecutivos, Paranaguá é o porto público brasileiro, de grande porte, mais bem colocado no Índice de Desenvolvimento Ambiental promovido pela Antaq. Em 2020, atingiu pontuação 99,29.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *