Estado presta homenagem aos bombeiros militares do Paraná

No dia Nacional do Bombeiro, comemorado nesta sexta-feira, 2 de julho, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança Pública, prestou homenagem aos profissionais na corporação no Paraná. As mensagens ressaltaram a importância do trabalho para a sociedade e a dedicação dos profissionais em situações de risco, que salvam vida.

“Os bombeiros paranaenses são verdadeiros heróis para a população. Por isso, o Governo do Estado não mede esforços para dar-lhes todo suporte, a fim de que desempenhem suas funções de maneira exemplar e eficiente”, disse o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

Além de combater incêndios, uma das missões mais conhecidas, os profissionais também fazem resgate de pessoas em situação de risco, têm papel fundamental no atendimento médico de emergência através do Siate; compõem as equipes de guarda-vidas no Litoral e rios. Também são responsáveis pelo desenvolvimento e aplicação de diversas campanhas de conscientização sobre temas importantes que envolvem a vida em sociedade, cuidados com fogo e orientações educativas sanitárias.

O Corpo de Bombeiros, que no Paraná integra a Polícia Militar, também atua na coordenação e no apoio às diversas operações desenvolvidas pelo Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost), além das demais funções administrativas dos grupamentos estrategicamente distribuídos no Estado.

O comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Gerson Gross, ressaltou o valor os bombeiros militares para a sociedade. “Os oficiais e praças são nosso maior patrimônio, pois são eles que compõem diretamente a Segurança Pública. Como cidadão paranaense e como comandante, agradeço a todos os profissionais da corporação por arriscarem suas vidas diariamente e fazerem do Corpo de Bombeiros o que ele é hoje”, afirmou

SOCORRISTAS – Uma das missões dos bombeiros é a atividade de socorrista do Siate. “Nos atendimentos pelo Siate sempre buscamos a combinação sincronizada de velocidade e eficiência. Os minutos iniciais após um acidente de qualquer natureza são os mais críticos. Portanto, toda ocorrência que participo é marcante, e salvar vidas não tem preço, por isso continuo aqui”, afirma o socorrista, soldado Hildeandro Nunes, que atua no serviço de atendimento há seis anos.

Também soldado, Ricardo Nassao Kikuchi conta que apesar de ter tido influência paterna para seguir a profissão, o que o mantém na corporação é sentir que faz parte dela. “Além do vínculo que criamos com as pessoas que temos contato diariamente, saber que trabalhamos como um conjunto na engrenagem que faz o Corpo de Bombeiros funcionar, é muito gratificante”.

Muitos profissionais têm acontecimentos que marcaram a carreira. Cabo Fagner Breda de Lara, conta que sua maior motivação para continuar na carreira é saber que o seu serviço diário é uma das formas mais puras de fazer o bem. “Sempre busco fazer o melhor para atender o próximo, independente da ocorrência ou da pessoa”, afirma. A ocorrência mais marcante foi o salvamento de uma criança em uma grave colisão de veículos.

Há 27 anos no Corpo de Bombeiros, sendo 25 no Siate, o sargento Altair Batista também relembra uma das ocorrências em que atuou. “A situação envolveu a colisão de um carro com uma árvore e um ônibus. O veículo, com quatro pessoas, foi prensado pelo ônibus. Depois de toda a mobilização da equipe e da análise do melhor a ser feito, conseguimos retirar os quatro ocupantes com vida”.

VALORIZAÇÃO –  Estiveram entre os primeiros do grupo de segurança pública a serem imunizados contra a Covid-19, os bombeiros que atuam no atendimento ou transporte de pacientes, em resgates e atendimento pré-hospitalar, diretamente nas ações de vacinação e os que atuam na vigilância do cumprimento das medidas de combate à pandemia.

No dia 6 de maio deste ano, o Governo do Estado publicou um decreto de quebra de interstício (período entre uma promoção e outra) para os policiais e bombeiros militares paranaenses, sendo liberadas centenas de promoções às praças em abril. Até o final do ano, mais profissionais deverão ser promovidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *