Na troca de comando da 5ª Divisão, governador destaca parceria do Estado com Exército

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta quarta-feira (28), no Forte do Pinheirinho, em Curitiba, da cerimônia de troca de comando da 5ª Divisão do Exército (5ª DE). Depois de dois anos à frente da Divisão, que atende os estados do Paraná e de Santa Catarina, o general Carlos José Russo Assumpção Penteado passou o comando ao general Fábio Benvenutti Castro, que até então ocupava o posto de chefe do gabinete do comandante do Exército Brasileiro, em Brasília.

Na cerimônia, Ratinho Junior destacou a parceria do Governo do Estado com a corporação, principalmente em ações para a coibir a criminalidade nas regiões de fronteira, em operações conjuntas na área de segurança pública e também no enfrentamento à pandemia de Covid-19. Ele ressaltou, ainda, a atuação do general Penteado nesse período e saudou o novo comandante da corporação.

“É motivo de orgulho para o Paraná sediar a 5a DE, uma das áreas mais estratégicas do Exército. É uma força de importante de defesa do Estado Brasileiro que, no Paraná, colabora tanto com o reforço da segurança, como na área social”, disse o governador.

“A instituição tem sido parceira do Estado, temos muitas operações em parceria entre a Secretaria de Segurança Pública e o Exército, com forte atuação na cidade de Guaíra, na fronteira com o Paraguai e divisa com o Mato Grosso do Sul, em Foz do Iguaçu, na região da tríplice fronteira”, explicou. “A 5a Divisão tem uma presença importante que colabora com o enfrentamento à criminalidade e a defesa das nossas fronteiras”.

PARCERIA – A implantação de duas importantes estruturas das Forças Armadas no Paraná – o Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública (CIISPR-Sul), em Curitiba, e o Centro Integrado de Operações de Fronteira (CIOF), em Foz do Iguaçu – reforçam o trabalho conjunto com a instituição.

Por meio das duas unidades, inauguradas em 2019, Estado e Exército atuam na troca de informações, consultando bases de dados distintas e atuando de maneira ostensiva, principalmente contra o tráfico de drogas e armas e o contrabando. As operações contam com apoio das polícias estaduais e das guardas municipais.

“A 5a DE foi criada há sete anos e, desde então, estamos estruturando essa divisão. O eixo mais importante foi o aumento da operacionalidade, para deixar as tropas prontas para cumprir a missão de defesa da Pátria, o combate aos crimes de fronteira e às demandas da sociedade, como no enfrentamento à Covid-19, no qual atuamos há 475 dias”, afirmou o general Penteado, que na sexta-feira (30) assume o cargo de secretário-executivo do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, em Brasília.

Além disso, o Estado também recebeu do Exército a doação de 100 fuzis, que foram repassados às polícias para serem utilizados nos batalhões de fronteira e nas equipes especiais. O armamento foi incluído na política de reestruturação da área de segurança pública, que abrange, também, a aquisição de mais viaturas, coletes balísticos, armas e a instituição da diária extrajornada para os policiais.

Para o general Castro, o comando vai dar continuidade a esse trabalho conjunto. “A 5a DE desenvolve um trabalho bastante integrado com as demais agências governamentais para proporcionar a segurança na fronteira brasileira”, disse. “Muitas operações do Ministério da Defesa envolvem o Exército e outras agências governamentais, incluindo os órgãos e as polícias estaduais. A relação deve permanecer, nossa intenção é manter todos os laços táticos já adquiridos ao longo do tempo”.

ESCOLA DE SARGENTOS – O Paraná é um dos estados cotados para sediar a nova Escola de Sargentos do Exército Brasileiro, que estima formar até 2,5 mil alunos por ano. Ponta Grossa, nos Campos Gerais, disputa a implantação da unidade com as cidades de Santa Maria (RS) e Recife (PE). A decisão deve ser divulgada no mês que vem pelo Alto Comando Militar.

Além dos alunos, a estrutura deve abrigar um contingente de cerca de 8 mil pessoas, incluindo instrutores, corpo administrativo e os familiares dos militares. Um terreno de 45 quilômetros quadrados, que hoje abriga a fazenda-modelo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) deve ser disponibilizado para abrigar a unidade.

No início do mês, o comandante-geral do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, esteve no Estado e visitou o imóvel, acompanhado do governador Ratinho Junior.

“É um projeto gigantesco do Exército, um investimento de mais de R$ 1,5 bilhão, que deixará um legado de décadas para o Estado”, disse o governador. “O governo está mobilizado para demonstrar que temos a infraestrutura adequada para receber a escola, e também vai dar todo o apoio estrutural para a corporação”.

5ª DIVISÃO  Localizada em Curitiba, a 5a Divisão do Exército tem sob sua estrutura 13,7 mil militares e 39 organizações militares do Paraná e Santa Catarina, e é subordinada ao Comando Militar do Sul, sediado em Porto Alegre.

Entre as unidades que compõem a 5a DE estão a Artilharia Divisionária da 5ª DE (Curitiba), a 14ª Brigada de Infantaria Motorizada (Florianópolis), a 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (Cascavel) e a 5ª Brigada de Cavalaria Blindada (Ponta Grossa) – as duas últimas fazem parte da força de pronto-emprego do Exército.

PRESENÇAS  Acompanharam a solenidade o vice-governador Darci Piana; o procurador-geral de Justiça do Paraná, Gilberto Giacoia; o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, e o diretor-geral da pasta, João Alfredo Zampieri; o diretor de coordenação da Itaipu Binacional, Luiz Felipe Carbonell; o vice-presidente do Superior Tribunal Militar (STM), ministro Péricles Queiroz; o comandante Militar do Sul, general Valério Stumpf Trindade; o comandante de Operações Terrestres, general José Luiz Dias Freitas; o secretário de Economia e Finanças do Exército, general Lourival Carvalho Silva; os comandantes da 3ª Divisão do Exército, general Hertz Pires do Nascimento; da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, general Sidnei Prado; da 5ª Região Militar, general Ronaldo Morais Brancalione; da 15ª Brigada de Infantaria Motorizada, general Cláudio Henrique da Silva Plácido; e da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, general Sérgio Manoel Martins Pereira Junior; a prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schmidt; e o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel Slaviero.