Paraná visita Câmara de Comércio Árabe-Brasileira para fortalecer relação comercial com países árabes

A abertura comercial do Paraná para negociar com os países árabes foi o foco da reunião de representantes da Invest Paraná na Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, em Dubai, realizada na manhã deste sábado (9). A agenda foi o primeiro compromisso oficial do Paraná Business Experience, missão técnico-comercial que visa atrair novos investimentos para o Estado ao longo desta semana a partir das oportunidades geradas na Expo Dubai 2020.

Fundada em 1952 por empresários brasileiros de origem árabe, a CCAB é um instrumento de promoção do comércio exterior no mundo árabe, que movimenta US$ 20 bilhões por ano, sendo US$ 12 bilhões de exportações e US$ 8 bilhões de importações para o Brasil. A entidade representa 22 países árabes. Atualmente, os três principais parceiros do País na região são Arábia Saudita, Egito e Emirados Árabes Unidos.

Na reunião, foram destacadas a possibilidades de intercâmbio comercial com duas abordagens principais: o agronegócio e a ampliação das possibilidades para pequenas e médias empresas paranaenses e das nações árabes. A expertise na área ambiental do Paraná também foi alvo de discussão, com um projeto de plantio de árvores que pode ajudar os países árabes a lidar com solos mais desérticos.

Foram acordadas a assinatura de um memorando para criar um plano de trabalho conjunto e uma parceria para a implementação de um escritório comercial da Invest Paraná na CCAB, para ajudar a defender os interesses do Estado na região.

Osmar Chohfi, presidente da CCAB, disse que a reunião sela uma abertura importantíssima para as duas regiões. Ele explicou que uma das atividades da CCAB é capacitar pequenas e médias empresas para participar do comércio internacional entre as duas regiões, e que o Paraná será bem-vindo para integrar essas ações.

“O Paraná tem uma produção forte nas áreas agrícola e industrial que pode interessar muitíssimo aos importadores dos países árabes. As perspectivas são ótimas. Sabemos que esse estado tem uma experiência cooperativista entre as melhores do Brasil, e essa experiência pode ser útil para os países árabes. As cooperativas do Paraná não só podem encontrar bons mercados como podem transferir sua experiência para empresas árabes, para se aglutinarem em torno de cooperativas para vender mais”, endossou.

O diretor-presidente da Invest Paraná, Eduardo Bekin, explicou que o Estado está no caminho da plena industrialização do mercado de alimentos e que o agronegócio é o motor que move a economia local. Por isso, são grandes as vantagens em explorar o setor internacionalmente.

“É importante essa abertura de portas que a câmara tem condições de fazer para as empresas paranaenses. Os grandes temas da conversa foram as possibilidades para pequenas e médias empresas e agricultores. Já vamos sair daqui com um plano de trabalho desenhado”, reforçou.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Carlos Valter, ressaltou que há uma mão dupla de interesses. “Os árabes têm necessidade alimentar, nós somos eficientes no agronegócio. Por outro lado, eles dominam o mercado de fertilizantes, que são fundamentais para nosso trabalho no agro. Podemos explorar essa relação comercial cada vez mais”, explicou.

NA PRÁTICA – Para concretizar o acordo, os representantes devem assinar na próxima semana o memorando de entendimento que estabelece o plano de ação com pautas e atividades conjuntas entre a CCAB, a Invest Paraná e as entidades empresariais do Estado.

“O memorando traz dois pilares: a abertura de portas de forma bilateral e o estabelecimento de um plano de trabalho. Já conversamos sobre as próximas agendas, incluindo uma feira de alimentos que acontece nos Emirados Árabes em fevereiro, e uma missão montada por representantes de fundos de investimentos e indústrias árabes para visitar o Paraná”, detalhou Bekin.

A reunião também selou o acordo para a abertura de um escritório de representação da Invest Paraná em Dubai, nos mesmos moldes do que existe em Miami (Estados Unidos), que dará apoio estratégico a empresas paranaenses que queiram fortalecer suas relações comerciais com a região.

PRESENÇAS – Também participaram da agenda o diretor de Desenvolvimento Econômico e Relações Internacionais e Institucionais da Invest Paraná, Giancarlo Rocco; Rubens Bueno Filho, chefe do Escritório de Representação do Paraná em Brasília; Tamer Mansour, secretário-geral da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira; Fernanda Baltazar, gerente da CCAB; e Rafael Solimeo, chefe do escritório de Dubai da CCAB.