Saúde lança manual e alerta sobre importância da prevenção de quedas de idosos

A Secretaria de Estado da Saúde realizou um encontro virtual nesta semana para destacar o Dia Mundial de Prevenção de Quedas de Idosos e a Semana Mundial de Prevenção de Acidentes Domésticos. O evento foi promovido em parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e levou em consideração também o aumento de 26,5% no número de atendimentos de idosos devido a quedas nos domicílios entre 2019 e 2020, de 7.319 para 9.238, segundo o Samu.

Além de palestras orientativas, foi lançado o Manual de Prevenção de Quedas para Idosos, elaborado pelo Grupo de Pesquisa em Fisioterapia da UFPR, com apoio da Secretaria da Saúde. O material é dirigido aos idosos, seus cuidadores e familiares, com objetivo de auxiliar este público na identificação dos riscos ambientais nas suas residências, sugerindo adaptações quando necessárias.

“Trata-se de material orientativo e também de alerta para este público. A estimativa é de que o Paraná tenha hoje cerca de 1,7 milhão de idosos. Uma população que requer cuidados e assistência especial”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

As quedas são ocorrências comuns, porém não normais do envelhecimento, e suas consequências podem ser graves. Medidas simples, que envolvem cuidados com o ambiente, com a saúde, e algumas vezes mudanças de hábitos, podem preveni-las.

“A restrição de mobilidade necessária pela pandemia pode contribuir para o aumento da ocorrência de quedas, uma vez que implica em redução da atividade física e possibilidade de enfraquecimento muscular”, alertou a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes.

“Essa é uma questão que preocupa a Secretaria da Saúde desde o início da pandemia da Covid-19. Em 2020 a Secretaria apoiou o grupo de Fisioterapia e Educação Física da Universidade Estadual de Londrina na divulgação do material orientativo Exercícios físicos para você fazer em casa. Agora estamos lançando o Manual em parceria com a UFPR”, explicou a chefe da Divisão de Saúde do Idoso, Giseli da Rocha.

A Secretaria da Saúde mantém a Linha de Cuidados à Saúde do Idoso prevista no Plano Estadual de Saúde 2020/2023.

MEDIDAS – Entre as principais orientações para a prevenir quedas estão manter ambientes bem iluminados e com interruptores de fácil acesso; evitar sair da cama no escuro e nunca se levantar rapidamente; manter objetos de uso frequente em locais de fácil acesso; evitar os tapetes e, caso sejam necessários, devem ser emborrachados ou antiderrapantes; manter as passagens da casa livres de fios, brinquedos, roupas e quaisquer objetos; e utilizar calçados fechados com solado antiderrapante.

“Entre outras medidas de prevenção, destacamos a atenção com pisos escorregadios e molhados. O banheiro é o ambiente da casa em que acontece a maioria das quedas”, ressaltou a médica especialista em Geriatria da Divisão de Saúde do Idoso, Adriane Miró. Segundo ela, instalar barras de apoio, principalmente ao lado do vaso sanitário e no box, aumenta a segurança.

“Além disso, manter acompanhamento regular da saúde. Alguns medicamentos podem aumentar o risco de quedas e devem ser evitados. Nossa recomendação é de sempre perguntar aos profissionais de saúde se entre os medicamentos em uso há algum desses e usar apenas aqueles prescritos pelo médico”, enfatizou Adriane.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *