Campanha de Vacinação contra a Influenza é prorrogada

A 19ª Campanha Nacional da Vacinação contra a Influenza foi prorrogada até o dia 9 de junho. Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde, a iniciativa estará disponível nas Unidades de Saúde da Família (USF) de Pinhais e imunizará pessoas dos grupos prioritários.

De acordo com a gerente de Infectologia e Vigilância Epidemiológica de Pinhais, Dielli Bondan Reis, a influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco. “Os que estão mais suscetíveis às complicações da infecção são: as crianças menores de cinco anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais”, ressalta.
 

Incorporada no Programa Nacional de Imunizações em 1999, a estratégia de vacinação contra a influenza tem o propósito de reduzir internações, complicações e mortes pela doença no Brasil. Nesta campanha, além de indivíduos com 60 anos de idade ou mais, serão vacinadas:
 

-Crianças na faixa etária de 6 meses a 4 anos de idade (11 meses e 29 dias);

-Gestantes e as puérperas (até 45 dias após o parto);

-Trabalhadores da saúde;

-Povos indígenas;

-Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;

-Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;

-População privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional;

Também serão incluídos para a vacinação, neste ano, os professores das escolas públicas e privadas. Devem ser atuantes em sala de aula e é necessário apresentar, além de documento pessoal com foto, declaração da instituição de ensino com carimbo e assinatura.

É Importante, no momento da vacinação, informar ao profissional de saúde a realização de vacina contra a dengue em prazo menor de 30 dias ou o uso contínuo de anticoagulantes.