Quatro Barras avança em políticas públicas direcionadas à causa animal

A Prefeitura Municipal de Quatro Barras deu dois novos e grandes passos com relação à causa animal com a criação da Secretaria Especial de Programas Estratégicos de Bem-Estar Animal e o lançamento da campanha “Adote um AmiCão”, que além de ser focada na adoção dos cães que estão sob a tutela do município, busca conscientizar e sensibilizar as pessoas a respeito dos cuidados com esses animais.

O anúncio das ações aconteceu nessa terça-feira (17), no gabinete do prefeito Loreno Tolardo, com a importante presença do promotor de justiça Fellipe José Gehr, contando também com a presença do vice-prefeito Jarbas Mocelin, juntamente com a secretária que irá comandar a pasta, Ieda Inês Tolardo, do secretário de governo Frederico Bernandi, do secretário de comunicação Luis Henrique Francisco e da diretora do setor Pâmela Oliveira.

A criação da Secretaria é um marco importante e vai possibilitar a captação de recursos de outras esferas, aumentando significativamente os investimentos no setor, além de não necessitar de alteração no quadro de colaboradores, ou seja, sem custar a mais ao cofre público.

A escolha do prefeito para comandar a pasta também foi criteriosa, buscando aliar a experiência e competência da secretária, já demonstrada à frente do Desenvolvimento Social e Família, com a missão de elevar o patamar do tema da causa animal perante a sociedade, mesmo sendo assuntos tratados em paralelo. “Sabemos que são assuntos distintos, porém, com algumas semelhanças, pois estão na base de formação das famílias e necessitam de atenção e o devido tratamento, seja com a solução via o sistema de amparo educacional ou até mesmo nas diversas necessidades que o braço do poder público possa ajudar”, afirmou a secretária Ieda Inês Tolardo.

Desde o inicio da gestão, várias medidas foram adotadas em benefício ao tema, mostrando a sensibilidade da atual administração ao atender os anseios deste assunto evidente entre os quatro-barrenses, fazendo jus ao slogan ‘Quatro Barras leva a causa a sério’, adotado pelo governo municipal.

A intenção da prefeitura, além de dar ainda mais condições de solucionar problemáticas relativas a essa questão, visa ser referência de tratamento responsável e educacional, envolvendo toda a comunidade, desde a participação dos alunos da rede municipal de ensino, até mesmo o estreitamento com as pessoas simpatizantes da causa animal como um todo. “Estamos dando mais estes passos firmes rumo ao progresso sobre o bem-estar animal em Quatro Barras e fico feliz em saber que estamos no caminho certo”, disse o prefeito Loreno Tolardo.

No oitavo mês de trabalho desta administração, além das atividades diárias que o assunto e o abrigo existente no município exigem, foram executadas nove principais ações relevantes, que contaram com a supervisão de médicos veterinários, e que a partir da criação da nova Secretaria serão intensificadas, entre elas: visitas, vistorias e acompanhamento técnico de vários órgãos vinculados à proteção animal; inauguração e reestruturação do novo lar dos cães tutelados; fornecimento de ração às protetoras da região; projeto de controle populacional de cães e gatos; e duas campanhas em alusão ao Dia Municipal da Adoção, Proteção e Bem-Estar dos Animais e compromisso com a causa.

INICIATIVAS QUE ENVOLVEM A PREFEITURA E COMUNIDADE

Ações como a campanha “Adote um AmiCão” também têm o intuito de aproximar a gestão municipal e comunidade, além de abordar os benefícios que os cães podem trazer para as famílias, como auxiliar no tratamento de doenças e transtornos psicológicos e interferir no comportamento das crianças, pois ao conviver com os animais, elas acabam desenvolvendo mais empatia.

Adoção – As pessoas que tiverem interesse em adotar os animais podem entrar em contato com a Secretaria de Bem-Estar Animal, através do whatsapp (41) 98456-8552, e mandar a foto da campanha com o cão que ela deseja adotar ou o nome dele. Também é possível entrar em contato pelo telefone (41) 3671-8800 ramal 7779.

Os critérios para a adoção são: ser maior de 21 anos; passar por uma entrevista, na qual será observado o perfil da família e se há compatibilidade com o cão que esta deseja adotar e, havendo aprovação, o setor responsável agendará uma visita para que o interessado conheça o animal. Após esse processo, será feito um termo de adoção e acompanhamento de três meses para saber se tanto o animal quanto a família estão se adaptando ao convívio e se há na residência todas as condições para que o cão tenha uma boa qualidade de vida.

De acordo com a diretora responsável pelo setor, Pâmela Oliveira, todos os cães que estão disponíveis para adoção já estão vacinados, vermifugados, castrados e têm um chip implantado na pele – que serve para identificar os proprietários, caso o animal seja encontrado em vias públicas. “Estamos fazendo uma adoção responsável e esperamos que as famílias também tenham essa noção de responsabilidade. E é claro que o incentivo à adoção também leva em consideração a quantidade de animais que encontramos em situação de abandono”, reforçou.