Mesa Fraterna já distribuiu 10 mil refeições gratuitas no Mesa Solidária

Assim como o Mesa Solidária, parceiros do programa da Prefeitura também precisaram ampliar a atuação em prol da população vulnerável devido à pandemia da covid-19. Um exemplo é o Mesa Fraterna, projeto da Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de Curitiba e Igreja Bom Jesus dos Perdões, que aderiu ao Mesa Solidária no ano passado e já distribuiu dez mil refeições gratuitas nos espaços do município.

Desde 2019, o Mesa Solidária já distribuiu 350 mil refeições gratuitas, com ampliação de horários de atendimento, ingresso de novos parceiros e abertura de mais locais de atendimento da Prefeitura.

No Mesa Solidária, moradores de rua e desempregados fazem refeições gratuitas em espaços limpos e com acesso à higienização.

A ação do Mesa Fraterna acontece duas vezes por semana, todas às quartas e quintas-feiras, além de uma vez por mês aos domingos, sempre no Restaurante Popular da Praça Rui Barbosa, no Centro. O local é um dos quatro pontos do Mesa Solidária que também atende a população carente no Restaurante Popular do Capanema, no Centro POP Plínio Tourinho (Rebouças) e, desde o mês passado, no novo ponto próximo à Praça Tiradentes, na Rua Barão do Serro Azul, 81, esquina com a Travessa Nestor de Castro (atrás da Catedral).

Mobilização

Um dos coordenadores do projeto do Mesa Fraterna, padre Eguione Nogueira Ricardo, conta que o projeto tem 40 voluntários que fazem o preparo dos lanches, ajudam no transporte e distribuição das refeições. “A refeição é preparada na cozinha da Igreja Bom Jesus dos Perdões e o almoço na cozinha da Igreja Imaculado Coração de Maria”, diz. Além disso, professores e alunos do curso de Nutrição do Claretiano – Rede de Educação têm acompanhado a preparação e entrega das refeições.

Padre Eguione diz ainda que, além das refeições distribuídas gratuitamente no programa da Prefeitura, o Mesa Fraterna também faz doações de roupas e kits de higiene e limpeza. “Otimizamos um trabalho que acontece há muitos anos, que é o Chá Fraterno dos Franciscanos. Para isso contamos com as doações de várias pessoas e parceiros do nosso projeto”, salienta o religioso.

O aposentado Izaias Cordeiro, 74 anos, frequenta diariamente o Restaurante Popular da Rui Barbosa. Ele aprovou o cachorro quente, o chá e as bolachinhas servidas pelo Mesa Fraterna, na semana passada. “Esse lanche é abençoado. Aquece o coração da gente e alimenta”, afirmou. .

Para o padre Eguione, o projeto representa, antes de tudo, um ato de fé, esperança e caridade. “Sou grato por ajudar a narrar uma história de solidariedade, especialmente neste tempo da pandemia em nossa cidade de Curitiba. São muitas mãos unidas e estendidas aos nossos irmãos e irmãs em situação de vulnerabilidade social”, completa ele.

O Mesa Solidária foi lançado em 2019 e é uma ação conjunta de vários órgãos do município, como Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), Fundação de Ação Social (FAS) e Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, que cedem espaços públicos e apoio logístico, com mais de 40 entidades parceiras, entre instituições religiosas, organizações não-governamentais (ONGs) e movimentos de apoio às pessoas em situação de rua, que adquirem, preparam e servem os alimentos. Durante a pandemia, o Mesa Solidária cresceu para os atuais quatro pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *