Prefeitura inicia testes com nova tecnologia nos cruzamentos de trem

A Superintendência de Trânsito (Setran) em parceria com a concessionária Rumo e com apoio do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) iniciou nesta segunda-feira (2/8) os testes do projeto PN (Passagem em Nível) Sensoreada.

A tecnologia é composta por sensores instalados nas proximidades dos cruzamentos rodoferroviários que identificam a aproximação do trem e acionam o semáforo instalado para motoristas no cruzamento com a ferrovia.

Durante visita técnica, técnicos da Setran e da concessionária apresentaram as funcionalidades do sistema em desenvolvimento para segurança de motoristas e pedestres. A iniciativa visa minimizar os riscos de abalroamento e atropelamento envolvendo trens no perímetro urbano da cidade.

“Além de toda a sinalização que já existe aqui esse novo sensor que aciona o semáforo é mais um auxilio aos motoristas, motociclistas e pedestres. Nosso objetivo com essa nova tecnologia é diminuir o número de acidentes que acontecem nos cruzamentos com as linhas de trem”, disse o diretor de Operações da Superintendência de Trânsito, Pedro Darci da Silva Junior.

Fase de testes

A PN Sensoreada consiste em quatro sensores instalados nas proximidades da ferrovia em uma distância de aproximadamente 400 metros que identificam a aproximação do trem. Por meio de um sistema de inteligência artificial com visão computacional e de monitoramento do local, os sinais são captados pelo equipamento e acionam a sinalização do semáforo, alertando o motorista para a necessidade de parar e alternando novamente para verde após o trem completar a travessia.

Neste mês de agosto, o equipamento ficará em fase de testes supervisionados, ou seja, não ficará ativo 24 horas por dia. Nesta etapa, equipes técnicas vão acompanhar os resultados do equipamento presencialmente para calibragem do sistema.

Após a fase inicial, o equipamento ficará ativo de forma ininterrupta e com acompanhamento remoto. A previsão é que os resultados conclusivos da tecnologia sejam apresentados no primeiro semestre de 2022.

De acordo com o diretor de Tecnologia da Rumo, Roberto Rubio Potzmann, caso os testes sejam positivos, o projeto será repassado para que a as prefeituras avaliem a implementação da tecnologia.

“Iniciamos testes semelhantes em Jandaia do Sul no primeiro semestre deste ano. O objetivo é avaliar o comportamento do motorista e se há uma mudança na conduta a partir dessa nova proposta de sinalização no cruzamento entre a rodovia e a ferrovia”, afirma Potzmann.

Ações educativas

A “PN Sensoreada” é apenas mais uma de uma série de diversas iniciativas que a Rumo, em parceria com a Setran e o Detran-PR, está desenvolvendo para conscientizar motoristas e pedestres sobre os cuidados com a ferrovia.

“A Setran, sempre em parceria com o Detran-PR e a Rumo vai ficar atenta aqui no cruzamento para avaliar o comportamento do motorista e também a questão de investimentos para validar esse novo sistema de sinalização e prevenção de acidentes”, concluiu Darci.

Recentemente, os cursos de reciclagem nas autoescolas do Paraná e no próprio Detran-PR receberam vídeos produzidos pela concessionária para orientação sobre o funcionamento da ferrovia, boas práticas, sinalização e prevenção de acidentes.

“A parceria entre o Governo do Estado, Rumo e Prefeitura de Curitiba é muito importante para que possamos acabar com os acidentes próximos as linhas férreas. Nós esperamos que os testes sejam positivos para que possamos instalar esse sistema em mais pontos e acabar com este problema, que não é só de Curitiba, mas de muitas cidades do estado”, afirmou o Diretor de Operações do Detran-PR, Adriano Furtado.

Abaixo, um guia de boas práticas em relação aos cuidados com o trânsito ferroviário:

Motoristas:

– Sempre pare o veículo antes de realizar a travessia e certifique-se de que não há trens se aproximando

– Para realizar uma travessia segura, tenha atenção redobrada à sinalização visual (placas de trânsito) e sonora (buzina da locomotiva)

– Conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), atravessar uma passagem em nível sem antes parar é infração gravíssima.

– Fique atento a sinalização de Pare, Olhe e Escute. Essa atitude salva vidas.

Pedestres:

– Sempre mantenha distância segura dos trens, parados ou em movimento.

– Nunca caminhe sobre os trilhos é uma prática imprudente e com risco de morte. Somente pessoas autorizadas podem circular em áreas operacionais da ferrovia.

– Nunca pegue carona nos trens e não pratique surfe ferroviário. São atividades ilegais que colocam a vida em risco.