Atendimento na UPA 24h bate recorde e casos de síndromes respiratórias geram alerta em Piraquara

Nesta segunda-feira, dia 03 de janeiro, primeiro dia útil do ano de 2022, a Unidade de Pronto Atendimento 24h de Piraquara, bateu o recorde de atendimentos, desde a sua abertura em 2019. Foram 467 consultas em um único dia. Maioria absoluta dos atendimentos foram de síndromes respiratórias.

O novo vírus da Influenza H3N2, responsável pelo surto de gripe no país, também circula no Estado do Paraná, assim como a COVID-19. A Secretaria de Estado da Saúde confirmou 224 novos casos nesta segunda-feira (3).

A transmissão da doença já é considerada comunitária – quando o contágio entre pessoas ocorre no mesmo território, entre indivíduos sem histórico de viagem e sem que seja possível definir a origem da transmissão. Isso gera um alerta à toda população, que deve manter as medidas sanitárias, como uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento.

A Doutora Luísa Sanches, coordenadora da UPA 24h e médica auditora do município, alerta sobre o aumento de atendimentos e os possíveis impactos. “O volume de pessoas impacta diretamente na demora no tempo de atendimento. Nesta terça-feira, dia 04, até às 8h, já recepcionamos 94 pessoas. A mesma situação está sendo registrada nos serviços de saúde de Curitiba e Região Metropolitana”, alerta.

CUIDADOS DEVEM SER MANTIDOS

Mesmo com um número baixo de internações e agravamentos, a influenza também deve ser prevenida com a higienização das mãos, distanciamento mínimo e o uso de máscaras. A vacinação contra H1N1 também é de extrema importância, para quem não se vacinou no período da campanha, existem doses disponível nas Unidades Básicas de Saúde do município. Destacamos que se trata da vacina contra Influenza H1N1, não um novo imunizante contra a cepa H3N2.

ATENDIMENTO

Em caso de sintomas gripais e ou respiratórios leves, a população deve procurar a sua Unidade Básica de Saúde de referência e a UPA 24h, em casos mais agudos.