Com quatro anos de antecedência, governador inaugura transposição do Rio Capivari, em Colombo

O governador Carlos Massa Ratinho Junior inaugurou nesta quinta-feira (28) a obra de transposição do Rio Capivari para a Bacia do Iraí, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. Prevista inicialmente para 2025, ela foi antecipada pela Sanepar para minimizar o impacto da crise hídrica pela qual passa o Paraná desde 2020. A construção, que somou R$ 55 milhões em investimentos, foi realizada em tempo recorde: cerca de seis meses.

“O Paraná está em emergência hídrica há um ano e oito meses, a maior crise dos últimos 91 anos. Esta obra faz parte de um planejamento emergencial, e vai ajudar a encher nossos reservatórios e atender os paranaenses que moram na região. Queremos dar segurança hídrica para quem mora em Curitiba e municípios vizinhos, levando aquilo que é mais essencial para a vida: a água, e água de qualidade”, afirmou o governador.

Com extensão de 26,7 quilômetros, a transposição tem como objetivo aumentar o fornecimento na RMC, produzindo até 714 litros por segundo – o que representa cerca de 7,8% do consumo de água da região.

O volume passa a compor a reserva da Barragem do Iraí no Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC), que atende dez municípios com água tratada: Almirante Tamandaré, Araucária, Campina Grande do Sul, Colombo, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras e São José dos Pinhais.

O presidente da Sanepar, Cláudio Stábile, ressaltou que a obra já tinha o projeto pronto por estar planejada para o ciclo 2021-2025, mas que seria iniciada apenas em quatro anos. “É uma obra de grande porte por tudo que ela envolve no ecossistema. Com o projeto e as autorizações em mãos, iniciamos o desafio de realizá-la em seis meses, o que fizemos com grande qualidade e economizando R$ 10 milhões com relação ao previsto inicialmente”, destacou.

PERCURSO – A transposição inclui uma combinação de tecnologia e aproveitamento de recursos naturais. O trajeto inicia com a captação da água do Rio Capivari, seguindo para uma estação elevatória de água bruta. Para superar a uma altitude de 122 metros do Morro do Roseira, a estação conta com quatro motores com potência de 850 hp cada. Dali, a água é bombeada até o Rio Timbu, onde passa a seguir o curso natural até chegar à Barragem do Iraí, para então ser tratada nos sistemas Iraí e Iguaçu.

O prefeito de Colombo, Helder Lazarotto, ressaltou a qualidade da intervenção, feita em tempo recorde. “Essa obra vai atender boa parte da região de Colombo, como Campo Alto, Atuba e Rio Verde. Além da agilidade e da consciência ambiental, o empreendimento não é só emergencial: depois que passar a crise hídrica, continuará sendo aproveitado pela população”, afirmou.

PLANEJAMENTO  Concluída a fase emergencial, a Sanepar vai construir uma estação que fará o tratamento da água do Capivari. As adutoras implantadas agora para levar água bruta para o sistema Iraí, no futuro, levarão água tratada e serão conectadas ao reservatório Monte Castelo, já existente, e ao futuro reservatório Roseira. Esse projeto faz parte do Plano Diretor do SAIC.

PRESENÇAS – Compareceram ao evento o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano; o prefeito de Curitiba, Rafael Greca; a prefeita de Pinhais, Marli Paulino; o prefeito de Quatro Barras, Loreno Tolardo; o prefeito de Almirante Tamandaré, Gerson Colodel, além de vereadores da região.