Educação tem projeto on-line para orientar sobre fases alimentares das crianças

Com vídeos e informativos digitais, a Secretaria Municipal de Educação de Araucária (SMED), por meio do Departamento de Alimentação Escolar, passou a oferecer orientações a pais e também a profissionais da rede municipal sobre as fases alimentares das crianças. Compreender a importância da alimentação balanceada e as etapas desse processo ajuda no desenvolvimento das crianças. O conteúdo do projeto “Fases para a Educação Infantil” vem sendo divulgado pelas unidades da rede municipal de ensino utilizando os meios de comunicação que cada uma delas utiliza. 

É importante destacar que antes da pandemia de COVID-19, já havia um trabalho de orientação a profissionais das unidades educacionais e pais sobre alimentação, mas eram encontros presenciais em pequenos grupos. Em meio on-line, as informações chegam a muito mais pessoas. O projeto “Fases para a Educação Infantil” prevê que serão disponibilizados, mensalmente, nos grupos do Telegram e WhatsApp das unidades educacionais, YouTube (Canal Educação Araucária – https://youtu.be/OSQNxtcy814) conteúdos elaborados pela nutricionista do Departamento de Alimentação Escolar, Ana Ligia Ommati Kassim, especialista em Nutrição Materno Infantil.

ORIENTAÇÕES

Em um vídeo do projeto, Ana Ligia destaca que o leite materno deve ser o único alimento da criança até os 6 meses de idade (água, chás ou outros líquidos não são recomendados). A exceção só ocorre na impossibilidade real do leite materno, quando pode haver indicação de uso de fórmula infantil adequada para isso. A partir de 6 meses de idade é possível começar a introdução de alguns alimentos sólidos, já que nessa faixa de idade a criança consegue digerir alimentos de forma segura. A orientação é iniciar por alimentos amassadinhos para que a criança possa identificar sabores. Triturar ou liquidificar alimentos são métodos considerados ultrapassados por dificultar a experiência da criança com a descoberta dos sabores.  

Segundo a nutricionista, dos seis meses a 01 ano de idade da criança, o leite materno deve continuar sendo o principal item da alimentação. É ele que vai garantir as necessidades nutricionais caso a criança ainda não aceite completamente outros alimentos que são oferecidos. É a partir de 01 ano de idade que a criança já pode comer a mesma comida dos adultos, e sem a necessidade de amassar. É nesta fase que pode-se introduzir o sal; antes, era preciso que a criança conhecesse o sabor real do alimento. Conforme a Sociedade Brasileira de Pediatria e outros órgãos, é recomendado oferecer suco (120ml) só depois de um ano de idade. Doces e mel podem entrar na alimentação a partir de 2 anos. Há que se ressaltar a preocupação de que a alimentação seja a mais natural e saudável possível. Assim como é recomendado para adultos, frituras, itens ultraprocessados (biscoitos, salgadinhos…), alimentos com muito sal ou açúcar devem sempre ser evitados pensando nos vários problemas de saúde que podem causar.

KITS

A entrega de alimentação escolar em tempos de pandemia tem sido muito muito importante para garantir o direito das crianças matriculadas nas unidades à alimentação adequada, ainda mais levando em conta o contexto de vulnerabilidade de muitas famílias neste momento. Desde o ano passado, a SMED entrega kits com alimentos na quantidade e características necessárias para atender às necessidades nutricionais da criança, de acordo com a faixa de idade. Esses alimentos da alimentação escolar são destinados exclusivamente para a criança matriculada. Além de itens básicos (como arroz, feijão, macarrão, leite e achocolatado), o kit também prevê frutas e legumes/verduras. Em maio de 2021, o kit incluiu maçã, banana, cenoura, chuchu (ou batata inglesa) e suco integral. Assim como já ocorre nas unidades, crianças que precisam de alimentação diferenciada (casos de intolerância à lactose, alergias…) recebem alimentos substitutos no kit. Diversos itens da alimentação escolar são comprados de agricultores familiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *