Entidades dos transportes ressaltam importância da vacinação e agilidade do Estado

Dirigentes de entidades representativas dos transportes do Paraná ressaltam a importância da iniciativa do Governo do Estado de vacinar os profissionais do setor. Eles enfatizam a exposição dos profissionais ao risco do contágio e a natureza da atividade, essencial para a mobilidade de pessoas e mercadorias.

A chegada de novas remessas da vacina contra a Covid-19 ao Paraná fez avançar a imunização de grupos prioritários e também da população em geral, de acordo com as faixas etárias estabelecidas pelo Plano Estadual de Vacinação. Dentro dos grupos prioritários com vacinação em andamento, o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, destaca os trabalhadores do transporte de passageiros e de cargas e dos caminhoneiros.

“Queremos vacinar todos os motoristas de caminhão, motoristas dos ônibus do transporte coletivo urbano, do transporte coletivo intermunicipal e interestadual, todos os que no dia a dia trabalham com transporte de pessoas e de cargas e que nos ajudam a fazer a atividade econômica funcionar. Esta é a orientação do governador Ratinho Junior”, afirmou Beto Preto.

O vacinômetro do Ministério da Saúde/LocalizaSus aponta que no Paraná, nestes primeiros dias de vacinação do grupo de trabalhadores do transporte, 27.596 doses foram aplicadas, sendo 21.346 em caminhoneiros (14.660 doses da Janssen) e 6.676 como primeira dose de outro imunizante.

Mais 6.250 doses foram aplicadas em trabalhadores do transporte coletivo rodoviário – 4.694 doses da Janssen e 1.546 de imunizante de primeira dose de outro laboratório.

RECONHECIMENTO – A Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Paraná (Fetropar), que representa 224.160 profissionais, destaca a necessidade urgente de iniciar a imunização da categoria. “Eles estão trabalhando direta ou indiretamente com o público e com questões fundamentais da sobrevivência”, reconheceu o presidente da entidade, Moacir Ribas Czeck.

“Estão expostos de forma até bastante perigosa aos riscos da infecção, porque manuseiam mercadorias, bagagens, em contato direto com o público. Atuam no transporte urbano, intermunicipal, interestadual e até internacional, além de todo o grupo que trabalha internamente em garagens, fretamento, rodoviárias, entre outros”, afirmou Czeck.

O presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana, Anderson Teixeira, também enfatizou que a imunização da categoria é fundamental. “É muito importante. Neste período difícil de pandemia tivemos muitos trabalhadores do transporte que acabaram perdendo a vida no exercício da função”, disse ele.

EMPRESAS – Representantes de empresas do setor também ressaltam a importância da vacinação. “Até porque este setor não parou em nenhum momento. É necessário que os que conduzem caminhões estejam vacinados. Somente desta forma teremos segurança em relação à qualidade de vida e saúde do nosso motorista”, afirmou o presidente da Federação das Empresas e Transporte de Cargas do Estado do Paraná (Fetranspar), Sérgio Malucelli.

“Da mesma forma, salientamos a necessidade de se vacinar todos os que participam da administração das empresas de transporte. É fundamental que neste momento a vacinação seja completa para todo o setor. Agradecemos imensamente também essa agilidade do Governo em efetivar a vacinação”, disse Malucelli.

EXPECTATIVA – A atuação permanente do setor em todo o período da pandemia foi o ponto destacado pelo presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga do Paraná (Setcepar), Marcos Egídio Batistella. “Estamos com alta expectativa em relação à imunização e entendemos que, como atividade essencial, precisamos ser vacinados para seguir com o trabalho de entrega e transporte de forma célere e segura”, afirmou.

VACINADORES – O secretário de estado da Saúde, Beto Preto fez um reconhecimento, também, aos profissionais que estão levando a vacina aos paranaenses. “Mais uma vez quero agradecer a todos os municípios e seus vacinadores, que têm sido exemplares no cumprimento desta ação de levar o imunizante à população”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *